La Viela - Quem Vai Sobreviver! Şarkı Sözleri

Não sei porque que que
Querem se se matar
Em grana se afogar
Quem vai sobreviver?

Mendigo, carro, luxo!
Insulto, lucro, arma e alto custo
Do mal eu degusto, eu sinto o gosto do veneno!

Nada sereno, os menorzin virou foguete
O sangue escorre no tapete, escondem corpos num kadett!

É repressão, sem opção, selva a milhao
Foi sem perdão, a multidão e um camburão, mais um corpo ficou no chão!

São vários morto vivo!

Engavetados arquivos, grana que cobre os ricos, gerando ladroes politicos!

A midia vai aliviar no momento é claro!
E la na frente que voce vai ver o estrago
Fatos passados
Religioes diviem povos por alguns cifrões
Ja teve padre que arrecadou milhões!

Povo precoce, acumulam mais posse, emanando irá!
Vida corrida pelo holofote e seus dotes

Sendo assim e sem suporte
Só me resta a sorte!

De ainda manter vivo a minha independencia ou morte!

Tambor de aco gira sem parar, segue sem cessar
Fumaca no ar, na a ninguém pra aliviar
Muitos corpos vao queimar, o ódio tende a se elevar
O cerol veio pra cortar, percalço insiste em piorar!

Criança na rua, mulher que faz grana nua
A droga aqui vem sem a bula
Mesmo assim nego desfruta
Vida intensa por disputa
Ninguem carrega conduta se tem resistência oculta

É tiro nos filha da puta!

Sem valor, sem professor
Sem condutor, sem seu doutor
Tem opressor e repressor
Enquanto a terra grita dor!

Rios de lagriamas, fabulas
São varias clausula
Mais uma página e o tempo acabou!

Mais um desandou
São paulo é o terror!
Tem fogo de palha
Navalha e rancor

Ó que fita!

O fio errado e a bomba explode
São

Holofotes, corpos sem vida
Demônio habita na carcaça desses porco
Eu

Já to muito louco, dessa vida eu quero o troco!
Trocação de soco na rua, não é novidade
Maldade se encontra em qualquer canto da cidade!!
Filhos de uma patria que pariu só delinquentes!
Sente a frustração dos que se fode todo dia!
Madrugada fria libertando os pensamentos!

Nem sei porque que que
Querem se se matar!
Em grana se afogar
Quem vai sobreviver?

Contato inapto, apto pra me desligar da fonte
Eu sigo avante pois no monte tem muitos pra me atrasar!
São traços que o mundo roga e eternizam feridas
Que ao curadas e tratadas se tornam lindas escritas!

São versos sobre batidas onde se compoem sonhos
Onde tempos de trevas na terra na se encerrarão!
Almas penadas vagarão!
Nesse mar de imensidão
Mas se ainda existe vida
Os reais não sucumbirão! Nunca!
Bu şarkı sözü 165 kere okundu.